Prémio Literário Médio Tejo Edições já tem vencedores

O primeiro Prémio Literário Médio Tejo Edições já tem vencedores. A entrega dos galardões nas categorias de Romance, Não-Ficção e Poesia no concurso organizado pela editora sediada no Tramagal, concelho de Abrantes, foi feita este sábado, dia 9, no átrio do TorreShopping, em Torres Novas, e os autores têm agora a oportunidade de ver as suas obras publicadas até ao final do ano, além do prémio monetário no valor de 500 euros.

A revelação dos nomes decorreu no primeiro dia da “Festa dos Livros”, iniciativa organizada em parceria pela Médio Tejo Edições e o centro comercial torrejano, que se realiza durante este fim-de-semana. O programa arrancou com a abertura da feira do livro e do espaço infantil que podem ser visitados nos dois dias e incluiu uma conversa e sessão de autógrafos com a escritora Patrícia Reis, autora do livro “A construção do vazio”, o mais recente de 12 romances já editados pela D. Quixote.

Evelina da Silva Gaspar foi reconhecida pela obra “Na massa do sangue” na categoria de Romance, Paulo Jorge de Sousa pelo trabalho fotográfico “O Arneiro, ensaio fotográfico”, na categoria de Não-Ficção, e António Lúcio Coutinho Vieira pelos seus “20 poemas de dores e amores”, na categoria de Poesia. O último não esteve presente, por motivos de saúde, ao contrário dos restantes finalistas, a quem foram entregues Menções Honrosas.

Nuno Garcia Lopes e José António Correia Pais dificultaram a escolha do júri na Poesia com “O outro livro do Génesis” e “Perspectiva sobre o corpo das águas”, respetivamente, tendo a Menção Honrosa do último sido recebida pela filha, devido ao falecimento do autor. Jorge Manuel Marques Moita Fazenda participou no concurso literário com o romance “A tribo” e José Manuel Falcão da Silva Tavares foi finalista na categoria de Não-Ficção com o conjunto de entrevistas que compõem a “A biblioteca ambulante”.

Na primeira edição do Prémio Literário Médio Tejo Edições, a região assumiu-se como terra de poetas com a participação de 24 trabalhos ligados à Poesia entre os 36 que estiveram a concurso. Patrícia Fonseca assume que o número a surpreendeu e gerou a vontade de publicar uma coletânea anual com os muitos “poemas excecionais” que demonstram as fortes ligações da região “a esta arte” e que não “podem ficar na gaveta”.prémio-MTEd_Paulo-Jorge-de-Sousa02-640x425

Anúncios